Dr. Augusto Pegoraro oferece dicas para os pets no inverno
Crédito: Conect News

Entrevista com o Dr. Augusto Pegoraro, veterinário da BioDog,  sobre os cuidados do pet no inverno.

1) Os cães sentem mais frio do que nós, humanos?

Dr. Augusto- A pele dos cães é coberta por pelos e subpelos e isso faz com que a temperatura corporal suba com mais facilidade, por essa razão sente mais calor do que nós humanos. A troca de temperatura corporal ocorre em menor escala nos Pets, ela é realizada pela respiração e transpiração, que acontece apenas por meio de glândulas de suor em suas coxins (aquelas almofadinhas nas patinhas). A boa noticia é que por esse conjunto de características, os cães não sofrem no inverno da mesma forma que no verão, não sentem o frio na mesma intensidade que nós. Mas atenção, isso não significa que os cães possam ficar expostos ao frio! Para a saúde e qualidade de vida dos cães, precisamos garantir um abrigo seguro, confortável e longe de influências climáticas.

02) Pode dar banho  e tosar  cães durante o inverno ?

O pelo ajuda os cães a manterem a temperatura corporal, sendo assim, em dias frios, ficar peludo está liberado! Porém, por higiene e prevenção a irritações de pele, não existem restrições para tosa higiênica (essa pode manter viu!).
Inverno não é estação para ficar sujinho! Eles podem sim tomar banho no inverno, até mesmo para mantermos a higiene. A melhor opção é o banho feito por profissionais, pois estes terão cuidados com a temperatura da água e utilizarão de soprador e secador profissionais evitando com que o cão fique molhado (evite deixá-lo molhado, isso pode ocasionar uma hipotermia).

03) Qual é a temperatura ideal da água para o banho em casa?

 É possível dar esse banho em casa. Seja cuidadoso(a) com a temperatura da água. 
Por mais que esteja frio, não podemos dar banho nos cães com água muito quente, pois podemos machucá-los com queimaduras ou causar alguma irritação de pele. Por isso, o banho deverá ser com água morna;
Seque-o bem! Após o banho, seque o cão com secador para que ele não saia no frio com o corpo úmido.
04) Quais são os tipos de doenças que   são causada aos cães no inverno?

O cachorro que fica em contato, por muito tempo, ao frio e com a pele molhada, pode sofrer com hipotermia (baixa radical da temperatura corporal), além de possíveis problemas de pele.
No frio, os cães ficam mais propícios a doenças respiratórias por causa da baixa imunidade, como, por exemplo, a traqueobronquite (tosse e gripe caninas transmitida por uma bactéria ou por vírus). Para a prevenção, mantenha sempre a vacinação em dia e evite deixá-lo em lugares com muitos cães, pois a doença é altamente contagiosa e a transmissão acontece pelo ar. 
Caso seu cão apresente tosse, espirro constante e febre, procure a ajuda de um médico veterinário para o diagnóstico correto e a orientação sobre os cuidados e procedimentos para tratamento.
Os cães acima de 8 anos, considerados mais idosos, começam a ficar mais vulneráveis a doenças e com limitações para o tratamento de infecções, de forma que o acompanhamento com veterinário deve ser mais frequente. Além disso, nos dias de temperatura baixa, os cães com problemas de articulações podem apresentar maior sensibilidade a dor e incômodo, podendo encontrar dificuldades maiores em sua locomoção.
05) É importante manter uma alimentação balanceada em épocas mais frias?

E seja qual for a época do ano, é importante mantermos a alimentação de nossos pets sempre balanceada e completa! Assim, conseguimos garantir a eles todos os nutrientes necessários para a mantê-los saudáveis.

06) Pode usar roupinhas, para aquece-los no inverno?
É importante dizer que não é a roupinha que irá protegê-los 100% do frio (ambiente seguro, confortável e protegido contam bastante. Anota aí!). Mas, não existem restrições para a utilização de roupinhas.
Quer saber mais?

BioDog é uma empresa da BioPet, do Grupo Adeste que tem mais de 60 anos de tradição e mais de dois mil colaboradores. A BioPet  foi inaugurada em 2003 em Botucatu (SP) e fabrica snacks para pets com rígido padrão de qualidade e a mesma segurança exigida na indústria alimentícia humana. Em seu portfólio há ossos, snacks de carne desidratada e bifinhos, que ajudam no bem-estar e saúde bucal dos cães e que também servem para agradar ou recompensar o pet nos momentos de lazer ou adestramento.

Para mais informações, acesse: