Peugeot Fractal chama atenção no Pavilhão São Paulo Expo
                        Crédito: Divulgação
Em meio aos carros mais disputados do Salão do Automóvel, a maioria disponível ou prestes a chegar ao mercado, um tipo de automóvel permanece sem visitantes em seus interiores. São os carros-conceito, projetos que representam os ideais das marcas, e que trazem avanços tecnológicos em estado de teste.
Um dos que chamam atenção dentro do pavilhão do São Paulo Expo é o Peugeot Fractal, cupê urbano compacto, cujo conceito gira em torno dos cinco sentidos. Por isso, além do visual arrojado, um de seus maiores cuidados é em relação ao sistema de som do veículo, com 13 alto-falantes incorporados atrás dos bancos. O Fractal também possui distância variável em relação ao solo, com margem de 7 cm a 11 cm, melhorando a vida útil de sua bateria. O modelo é totalmente elétrico, dotado de baterias de íons de lítio de 40 kW que alimentam motores elétricos e traseiros de 204 cv e com autonomia de até 450 km.
Com grade frontal que impressiona pela agressividade, o Lexus LF-FC também é um destaque que chega ao Brasil por meio do Salão. De acordo com a marca, quando vistos na altura dos olhos, os bancos da frente dão sensação de estarem “flutuando”. O painel do veículo possui interface holográfica que interpreta gestos de mão.
Mas talvez nenhuma janela para o futuro seja tão arrojado em design como o IAA da Mercedes, que ao atingir a velocidade de 80 km/h adapta a carroceria para um modo de eficiência e baixa resistência do ar, alterando seu coeficiente aerodinâmico. O design inspira-se no Classe S da marca, levando o desenho para um patamar mais orgânico. Ao invés de espelhos retrovisores, o conceito utiliza-se de câmeras.