O maestro e diretor artístico da Orquestra de Sinfônica de Indaiatuba, Paulo de Paula
Crédito: Divulgação
Espetáculo gratuito que começa às 20h trará 50 músicos no palco
Com apoio da Secretaria Municipal de Cultura, a Orquestra Sinfônica de Indaiatuba apresenta no próximo dia 4 de novembro, sexta-feira, às 20h, na Sala Acrísio de Camargo, no Ciaei, concerto magistral gratuito com sua formação completa e a presença de 50 músicos no palco. No repertório, obras icônicas como La Clemenza di Tito, de Mozart, e Dança Brasileira nº1, de Camargo Guarnieri, além da famosa suíte L’Arlésienne, de Bizet, composta para ser a trilha sonora da peça teatral de mesmo nome do escritor francês Alphonse Daudet. Outro destaque do espetáculo é Capriccio Espagnol, de Rimsky-Korsakov, inspirada em temas asturianos, região ao norte da Espanha, com uma forte influência da música popular, principalmente a de origem cigana. A regência é do maestro Paulo de Paula e a classificação etária é livre. Informações (19) 3894-1867.
“Estamos realizando um dos concertos mais grandiosos da temporada”, comenta o maestro e diretor artístico Paulo de Paula. “Realizamos uma das melhores temporadas da nossa Orquestra, com grandes solistas nacionais e internacionais além de parcerias com grupos locais como o Trio Matiz de Jazz”, comenta. “Tivemos a felicidade de trazer uma ópera completa para a cidade além de concertos diferenciados como o de outubro, que foi especial para as crianças. Além disso, levamos a Orquestra para outros lugares da cidade como a escola Dom Ilfonso Stehle no bairro Jardim Brasil e para a Feira Literária de Indaiatuba e, em dezembro, estamos preparando um belíssimo concerto de natal com o coral da cidade onde vamos realizar três concertos, sendo dois em igrejas. Acho que elevamos a qualidade musical de Indaiatuba e conseguimos expandir esse trabalho para fora do teatro. Esse é o papel de uma Orquestra Sinfônica”, completa.
Sobre a Orquestra Sinfônica de Indaiatuba
Anteriormente denominada Orquestra de Indaiatuba, a Orquestra Sinfônica de Indaiatuba teve sua composição alterada em 2014, passando a agregar além de instrumentos de corda – como violinos, violas, violoncelos e contrabaixo – também instrumentos de sopro, como flauta, clarinete e trompete, bem como percussão. Foi criada no início de 2004 por iniciativa da Prefeitura Municipal e, desde seu surgimento, tem possibilitado a jovens instrumentistas da cidade a oportunidade de se desenvolverem técnica e musicalmente, oferecendo aulas gratuitas de violino, viola e violoncelo e também permitindo sua participação nos ensaios e apresentações do grupo.