Crédito: Beto Carrero World

O Zoo apresenta um recinto com três tigres brancos. Agora os visitantes
têm a chance de ver de perto esses animais que são obras de arte da
natureza.
Fazendo parte da comemoração dos 25 anos do mundo mágico, essa novidade é
uma forma de homenagear o fundador do empreendimento e manter sempre
viva a sua história e o amor que ele tinha pelos animais. Os tigres
brancos eram um dos animais favoritos de Beto Carrero, que era fascinado
pela beleza exuberante dessa espécie.
Os novos integrantes são Ravi, um macho trazido do Senne Grosswild
Safariland – na Alemanha – e as irmãs Rahny e Amal, trazidas em março do
Temaiken – na Argentina. A coordenadora do Zoo do Beto Carrero World,
Kátia Cassaro, explica que a junção desses animais durou quatro meses e
foi um processo complexo. “Esses são animais de hábitos solitários, a
junção é um trabalho delicado e lento. Atualmente os três estão
totalmente adaptados ao recinto e muito entrosados”.
A expectativa é que no próximo ano, quando atinjam a maturidade sexual
com dois anos de vida, eles se reproduzam. “Tivemos o cuidado de trazer
os animais de diferentes regiões do mundo, o macho vindo da Europa e as
tigresas da América do Sul. Com isso, a chance de serem não aparentados é
muito maior, o que auxilia em uma reprodução bem-sucedida”, completa
Cassaro.
A coordenadora explica que estes animais não são albinos, são tigres de
bengala, mas com uma alteração genética que deixa o seu pelo branco e
seus olhos azuis. A expectativa de vida dos tigres é de aproximadamente
14 anos em vida livre. Já em cativeiro, a longevidade aumenta para cerca
de 25 anos.
Os três exemplares estão com um ano de vida e pesam aproximadamente
100kg, e na fase adulta devem chegar aos 200kg. A visitação pode ser
feita todos os dias no Jardim Secreto, local do Zoo onde estão também os
leões brancos.

Acompanhe a operação realizada para trazer as fêmeas do bioparque
Temaiken até o Zoo do Beto Carrero World: https://youtu.be/a_t2p4NeNk0