Crédito imagem: Google
Até que enfim chegou o final envolvendo o destino de Fernando Alonso na F1 em 2018, o bi-campeão de 2005/2006, assinou por mais uma temporada com a McLaren e vai defender o time de Woking. Depois de se sacrificar nas últimas temporadas com uma unidade de potência frágil e sem muita potência fornecida pela Honda, o casamento que outrora trouxe muitos louros a McLaren, não vingou desta vez e o vínculo entre a montadora japonesa e o time britânico foi rompido, sem faltar farpas entre os dois lados. No meio disso, Fernando Alonso, deixava seu futuro aberto, até a McLaren fechar acordo de fornecimento dos motores Renault, os quais impulsionavam os motores da Benetton que fez de Alonso bi-campeão mundial na década passada. Agora é esperar 2018 para assistirmos se este novo casamento dará certo. Sorte a Don Fernando Alonso das Astúrias.